sexta-feira, 30 de setembro de 2011

RN - COTRAPROPOSTA DO GOVERNO CAUSA REVOLTA





Quem ainda não foi a um show de Zé Lezin mas gosta de uma boa piada, deveria ter ido ontem a reunião que o governo do estado marcou com os representantes da categoria policial militar, dizendo que apresentaria uma proposta de reparação salarial. Na verdade, como diria Samuel Blaustain, de saudosa memória, o governo apresentou sim, uma “probosta”, lógico, com o perdão da mistura que fizemos entre a nossa língua portuguesa e a língua do turco usurário, personagem do humorista na escolinha do professor Raimundo. Brincadeiras á parte, o que vimos e ouvimos foi na realidade uma boa piada.

Uma tabela apresentada propondo valores para 2015, quando nós estamos precisando de aumento para já. Sem contar, que nós não fomos convocados para a copa de 2014, assim, não nos comove a necessidade de garantir segurança pra gringo algum, afinal, a necessidade de segurança é emergente para nosso povo, e isso até um cego percebe.


Dizer que o governo não tem dinheiro pode até parecer legal, mas quando elegemos um representante, é para que ele resolva esses problemas, a não ser que este não tenha competência, e isso não seria nenhuma novidade, já que competência é algo cada dia mais raro no meio político de nosso estado.


Como vamos equiparar os salários das policias se queremos estagnar uma tabela ridícula dessas até 2015? Significa isso que a policia civil, por exemplo, vai ficar até lá com os salários congelados, esperando que a polícia militar os alcance?


Outra pergunta pertinente: por que mexeram nos índices de praças e mantiveram os índices de oficiais, de certa forma, inalterados?


Essa moda de querer financiar aumento de salário, apesar de ser uma boa piada, é de muito mal gosto, pois estamos vivendo um momento de necessidade, com salários defasados desde 2006, sacrificando nossa família, concorrendo com uma crescente criminalidade que vem culminando com a morte de colegas constantemente e o medo dos que ainda estão vivos enfrentando o crime, enquanto o governo, brinca com a cara dos nossos representantes e conseqüentemente da tropa.


Essa idéia de que abrir um canal de diálogo foi muito importante não nos convence, estão querendo ganhar tempo e depois dizer que não dá mais para incluir nada no orçamento de 2012, e nesse golpe ridículo, já caímos outras vezes. Fazer acordo, financiando aumento de salário em suaves prestações, não nos parece legal quando estamos tratando de um governo que não cumpre os acordos firmados, a exemplo do que está acontecendo com outras categorias no momento.


Você imagina quantos aumentos, decididos a “bel prazer” terão nossos deputados, vereadores, e o próprio executivo, até 2015?
Estamos em 2011, serão quatro longos anos esperando para complementar um salário, que ao final, já se encontrará defasado, se mantidos os índices de inflação anual, numa perspectiva otimista, entre 5% e 8%, e assim nunca seremos igualados a outras categorias de policia.


Para não sermos enfadonhos, nesse ínterim, as propostas de estatuto e código de ética estão adormecidas no “mofo sinistro” das gavetas do QCG, como querem todos os que estão se beneficiando com a legislação caduca. Inclusive que impede a categoria de fazer greve, SOB PENA DE SER PRESO E EXCLUIDO.

CONTRAPROPOSTA DO GOVERNO.
VEJA A TABELA AQUI:


Fonte: ACS-PM/RN

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO