sexta-feira, 29 de junho de 2012





Correio Braziliense

Invasão de grevistas e manifestantes expõe falhas na proteção ao prédio que abriga a cúpula do Poder Executivo

LEANDRO KLEBER

Uma falha de segurança registrada ontem no Palácio do Planalto colocou a presidente Dilma Rousseff numa saia justa diante de ministros e convidados no salão nobre do edifício. Enquanto a chefe do Executivo brasileiro discursava sobre o lançamento do Plano Safra 2012/2013, cerca de 10 servidores em greve do Ministério do Desenvolvimento Agrário e do Incra hastearam uma faixa informando sobre o movimento. Inicialmente, eles estavam sentados sem chamar a atenção, com roupas adequadas para a solenidade, nas últimas cadeiras do salão. Só se levantaram, já com coletes da greve e mostrando a faixa, assim que a presidente começou o discurso, no fim da manhã. Dilma ignorou os manifestantes, que não fizeram qualquer barulho, e seguiu com a palavra até o fim.

Foi o segundo incidente ocorrido esta semana. Na última quarta-feira, integrantes do Educafro ocuparam um corredor do anexo I e se amarraram para protestar. Pessoas da área de inteligência dizem que um trabalho de triagem poderia ser feito na lista com os nomes das pessoas aptas a participar das solenidades no Planalto. Isso poderia evitar, por exemplo, que líderes grevistas de órgãos envolvidos em determinada cerimônia no Planalto entrassem no prédio.

No caso da faixa e das camisas expostas durante o discurso da Dilma, a revista feita na entrada do palácio não percebeu que os manifestantes, que não tinham seus nomes na lista, estavam com os coletes e a faixa enrolados nos bolsos. Procurado, o Gabinete de Segurança Institucional nega ter havido falhas na segurança.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO