sábado, 25 de agosto de 2012

Cerca de 50 políciais rodoviários federais entregam cargos em protesto





PRF atende apenas casos de urgência; Planejamento recebe sindicalistas na segunda
Em protesto pela proposta de reajuste de 5% ao ano apresentada pelo Governo Federal, cerca de 50 policiais rodoviários federais que atuam em cargos comissionados entregaram simbolicamente seus postos nesta sexta-feira (24). O ato ocorreu na Superintendência da PRF em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Os 18 chefes de delegacias, além de chefes de seção, setor e núcleo da PRF assinaram o pedido de exoneração dos cargos. Maria Inês Miranda, presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais em Minas Gerais (SindPRF/MG), destaca que apenas três chefes de núcleo em todo o Estado não deixaram a função.

— A grande adesão mostra como o movimento está coeso. Os policiais recebem cerca de R$ 200 pelas funções comissionadas, o que não reflete as necessidades. A proposta de reajuste de 15% em três anos foi rejeitada porque não cobre nem a inflação, já que seriam 5% por ano a partir do ano que vem.

Na próxima segunda-feira (27), presidentes dos sindicatos da PRF em todo o país se reúnem no Ministério do Planejamento, em Brasília, em mais uma rodada de negociações. O governo ameaça cortar o ponto em caso de abusos, enquanto os grevistas reivindicam aumento para o piso salarial de R$ 7 mil para cerca de R$ 11 mil.

Enquanto isso, a PRF mantém apenas o atendimento a emergências nas rodovias que cortam Minas. Envolvidos em acidentes sem vítimas devem procurar um posto para registrar a ocorrência.

Enzo Menezes, do R7 MG

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO