domingo, 26 de agosto de 2012

Soldado do Exército é preso após invadir ponto de ônibus e matar dois





Motorista foi autuado em flagrante por homicídio doloso em Hortolândia.
Para delegado, 'não há dúvidas de que foi um racha', que causou acidente.




Acidente ocorreu próximo ao quilômetro 7 da SP-101 em Hortolândia
 (Foto: Reprodução EPTV)

O soldado do Exército que perdeu o controle do carro, invadiu um ponto de ônibus e matou dois pedestres, foi preso em flagrante na tarde deste sábado (25) em Hortolândia (SP). O delegado do caso, Fabiano Antunes de Almeida, afirmou que "não há dúvidas de que foi um racha" que causou o acidente, que deixou outras duas pessoas feridas.

Segundo a Polícia Civil, ele foi autuado por homicídio qualificado mediante dolo eventual e deve permanecer preso, já que o crime é inafiançável. O soldado deu outra versão para os fatos. Ele disse aos policiais rodoviários que perdeu o controle do veículo, quando tentava dar passagem para outro carro que passava na via.

"A testemunha disse que a velocidade era assustadora, mais ou menos 160 km/h", afirma o delegado. Segundo ele, a polícia solicitou imagens de um circuito de câmeras localizado a 1 km do local do acidente. O condutor de um veículo de modelo Astra, que disputava o racha com o soldado segundo a testemunha, ainda não foi identificado pela polícia.

Almeida informou que deve encaminhá-lo à polícia do Exército para o encarceramento em local específico para integrantes da categoria. O caso foi registrado na delegacia do município e um inquérito foi instaurado para apurar o crime, já que uma testemunha acusou o rapaz, de 21 anos, de estar participando de um racha momentos antes da batida. O laudo do Instituto de Criminalística (IC) deve ser concluído no período de 30 dias.

Acidente
O acidente ocorreu por volta das 10h no residencial Maria de Lourdes, próximo ao quilômetro 7 da rodovia SP-101.

O motorista do veículo, um soldado do Exército, atingiu um grupo de pedestres. Dois homens, um de 61 e outro de 29 anos, morreram no local e outras duas pessoas, entre elas uma crianças de 7 anos, ficaram feridas.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Samu, PM e o helicóptero Águia foram deslocadas para o atendimento no local. Os dois feridos foram encaminhados para o Hospital Mário Covas e para o Hospital Estadual de Sumaré.

A Polícia Rodoviária interditou parcialmente a SP-101 e o trânsito foi desviado para o acostamento da via até a realização de perícia pelo Instituto de Criminalística no local. O congestionamento no local chegou a 20 quilômetros.

Do G1 Campinas e Região

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO