sexta-feira, 24 de agosto de 2012

SP: Justiça concede liberdade a Cabo Bruno, acusado por 50 mortes





A Justiça de São Paulo concedeu, na última terça-feira, liberdade a Florisvaldo de Oliveira, 53 anos, conhecido como Cabo Bruno. Ele havia sido condenado a 113 anos de prisão por matar mais de 50 pessoas, na zona sul de São Paulo, na década de 1980. O ex-policial cumpriu 27 anos da pena e deve deixar a penitenciária ainda hoje. A decisão foi tomada com base na "boa conduta carcerária" do preso.

A medida foi assinada pela juíza Marise de Almeida, da 2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté, no interior do Estado. A Justiça concedeu indulto pleno ao cabo Bruno, além de declarar extintas as penas contra ele.

Oliveira foi preso pela primeira vez em 1983. Em sete anos, o ex-policial fugiu três vezes do presídio militar Romão Gomes - uma delas depois de fazer funcionários reféns. Em maio de 1991, foi recapturado e encaminhado à penitenciária Dr. José Augusto Salgado, em Tremembé (SP).

A Justiça já havia permitido, em 2009, que Oliveira cumprisse o restante da pena em regime semiaberto. A decisão, na época, levou em conta parecer do Ministério Público baseado em exames psicossociais e comportamentais, que favoreceram a deliberação dos promotores.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO