quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Suspeitos de matar delegado do DHPP são liberados





Quatro pessoas foram ouvidas; delegado pode ter morrido em tentativa de assalto

Quatro pessoas suspeitas de participar da morte do delegado Euclides Batista de Souza, de 53 anos, foram encaminhadas ao DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) para prestarem esclarecimentos. Elas foram ouvidas e liberadas nesta quinta-feira (30).

Cerca de uma hora depois do crime, policiais militares da 4º Companhia do 39º Batalhão e policiais civis que atuavam na ocorrência prenderam um jovem, de 17 anos, no Hospital Julio Tupi, no Jardim Robru. Ele foi preso quando passava pelo médico, estava ferido na perna e teria envolvimento na morte do delegado. O jovem foi transferido para o Pronto Socorro do Hospital Ermelino Matarazzo e depois encaminhado ao DHPP para prestar esclarecimentos.

Euclides foi morto a tiros em frente de casa, por volta das 23h da última quarta-feira (29), na Vila Verde, zona leste da capital. Imagens de câmera de segurança da casa da vítima mostram quando Euclides chega de carro em sua casa e estaciona para abrir o portão.

Um veículo de cor escura passa pela vítima em direção ao final da rua e dois homens seguem em direção ao delegado. Euclides não sacou a arma em momento algum, mas chegou a empurrar um dos criminosos. Ele foi baleado nas costas e na cabeça e morreu quando era atendido no pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina de Itaquera.

A arma do policial, uma pistola calibre 45, e o computador onde estão armazenadas as imagens de segurança foram apreendidos para perícia.

Assista ao vídeo:

Fonte: R7 com Agência Record


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO