domingo, 9 de setembro de 2012

Afastados PMs envolvidos em ação que resultou em menina baleada





Até o fim das investigações, agentes farão apenas serviços administrativos.
Larissa Farias, de 4 anos, foi atingida na perna durante uma troca de tiros.


Os policiais militares que participaram de uma operação na comunidade Vila Ideal, conhecida como Favela do Lixão, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense, foram afastados das ruas, segundo informou a Polícia Militar neste sábado (8). Ainda de acordo com a PM, os agentes farão apenas serviços administrativos até que as investigações sobre o caso chegue ao fim.

Na ação, ocorrida na última sexta-feira (7), a menina Larissa Farias, de 4 anos, foi atingida na perna durante a troca de tiros envolvendo policiais e bandidos. Ela foi levada para o Hospital Moacyr do Carmo, também em Duque de Caxias, passou por uma cirurgia e acabou sendo transferida para o Hospital Infantil Ismélia da Silveira, no mesmo município. De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Caxias, o estado de saúde da criança é estável.

Na manhã deste sábado, peritos estiveram na comunidade para investigar o caso. Segundo eles, a bala não foi encontrada, o que impossibilita a identificação da arma. Um fuzil usado pela polícia militar na operação foi apreendido e um estojo com munições foi recolhido.

Os policiais envolvidos no tiroteio prestaram depoimento na delegacia e disseram que Larissa foi atingida por bandidos. A mãe da vítima também acabou sendo ouvida. A Polícia Militar informou que abriu um procedimento para apurar o que aconteceu e disse ainda que as armas usadas na operação estão à disposição do delegado, responsável pelo caso.

Terceira vítima 
A pequena Larissa é a terceira vítima inocente, baleada durante confrontos entre policiais e bandidos nesta semana. Desde o dia 18 de agosto, cinco pessoas morreram na capital e na Baixada Fluminense.

Na última terça-feira (4), a dona de casa Cláudia Lago morreu depois de ser atingida dentro do Posto de Assistência Médica de Coelho Neto, na Zona Norte. Assaltantes em fuga invadiram o local e trocaram tiros com os policiais.

De acordo com a perícia, há indícios de que a bala que matou Cláudia partiu do fuzil de um policial militar, que não teve o nome divulgado.

No domingo passado (2), um jovem foi morto e duas menores ficaram feridas quando policiais atiraram contra um traficante em uma rua movimentada do conjunto campo belo, em Nova Iguaçu.

O sargento Luciano Gama Mendes e o cabo André de Oliveira Bahiense foram afastados das ruas e tiveram as armas apreendidas. Eles foram autuados por homicídio culposo, sem intenção de matar, e por lesão corporal.

Fonte: G1 RJ

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO