quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Agente penitenciário pega 12,8 anos por vender drogas em presídio no RS





Crime ocorria dentro da Penitenciário Modulada Estadual de Charqueadas.
Preso que recebia as encomendas no presídio pegou a mesma pena.

Um agente penitenciário da Modulada Estadual de Charqueadas (PMEC), na Região Metropolitana de Porto Alegre, foi condenado nesta quinta-feira (6) a 12,8 anos de prisão, em regime fechado, por transportar drogas e celulares para apenados, dentro do presídio. Um apenado, que recebia as encomendas e dividia o lucro da venda das drogas, pegou a mesma pena. A polícia descobriu o esquema através de interceptações telefônicas, autorizadas pela Justiça, fotos e filmagens feitas durante uma operação do Ministério Público que investigava agentes penitenciários da PMEC.

Conforme a denúncia feita pelo Ministério Público, o agente penitenciário foi flagrado tentando entrar de carro na Penitenciária com 575g de maconha, cinco celulares e chips, carregadores de bateria e fones de ouvido, escondidos dentro de uma sacola que estava debaixo do banco do motorista no dia 9 de setembro de 2009. Antes do flagrante, ele havia sido abordado por outros agentes penitenciários e foi informado que era monitorado por suspeita de promover o ingresso de materiais ilícitos para os presos. Foi feita a revista no carro, o agente foi preso em flagrante e demitido pela Susepe.

A droga apreendida era destinada ao apenado, também condenado pela Justiça, encarregado de vender e entregar a droga para consumo dos demais presos.

A versão dada pelo agente penitenciário era de que ele desconhecia a existência da droga e dos objetos apreendidos em seu automóvel. A versão foi desmentida por corregedores da Susepe, que afirmam que ele teria pedido para ser revistado em outro local, possivelmente para não ser visto por outros colegas.

Fonte: G1 RS

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO