sábado, 1 de setembro de 2012

Bicho: comando da PM muda de ideia e reintegra oficial de UPP






Capitão fora exonerado após prisão de policiais que recebiam propina

Um dia depois de exonerar o capitão Glauco Schorcht, comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro da Providência, o comando da PM voltou atrás e reconduziu o militar ao posto de comando. O militar havia sido exonerado na noite de quarta-feira, após dois sargentos que serviram em sua unidade terem sido presos por receber propina do jogo do bicho. A PM justificou o retorno do capitão ao comando da UPP alegando que ele tem uma ficha limpa, sempre realizou um bom comando e ajudou a Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança a investigar os sargentos, inclusive fornecendo informações. Na nota oficial, o comando da PM acrescentou que os militares presos já não estavam mais lotados na UPP da Providência. Afastados também por causa do envolvimento de policiais de suas unidades com o jogo do bicho, o comandante do 5º BPM (Praça da Harmonia), Amaury Simões, e o delegado titular da 4ª DP (Central), Henrique Pessoa, continuam fora dos cargos.

A decisão do comando da PM em reconduzir o capitão Schorcht ocorreu após análise de documentos e da investigação da subsecretaria que provam o envolvimento de PMs com a contravenção. Procurado ontem pelo GLOBO, Schorcht disse que não estava autorizado pelo seu comando a dar entrevistas.

Ainda ontem, a PM e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público estadual realizaram nova operação para combater o bicho. Dessa vez, a ação aconteceu em 22 pontos de Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis. Ao todo, 39 pessoas, entre apontadores e apostadores, foram detidas. Foram apreendidas 13 máquinas caça-níqueis e R$ 12.581 .

Por  Ana Cláudia Costa

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO