domingo, 30 de setembro de 2012

'Foi um domingo de terror', diz refém com família após assalto no Rio





Família em kombi seguia para pescaria, quando criminoso roubou o veículo.
Casal que seguia em carro atrás avisou a PM do crime; assaltante foi preso.

Armas apreendidas pela polícia após sequestro de família 
(Foto: Renata Soares/G1)

Após viver momentos de pânico na manhã deste domingo (30), a família que foi feita refém por um criminoso em fuga, no subúrbio do Rio de Janeiro, relatou à polícia os minutos de apreensão que tiveram ao o lado do sequestrador, identificado pela polícia como Wesley Lima de Deus, de 18 anos.

Armado, ele ordenou que o motorista da Kombi onde estava a família mudasse o itinerário e seguisse para uma favela em Honório Gurgel, no subúrbio. A família ia pescar na Urca, na Zona Sul, quando foi abordada pelo assaltante, preso após um cerco da PM na Avenida Brasil.

“Nunca pensamos que um passeio em família fosse se transformar num domingo de terror como este. Ainda bem que saímos salvos”, desabafou uma das ocupantes da kombi, que se identificou apenas como Andréia.

O motorista contratado pela família para dirigir o carro contou que o criminoso ficou ameaçando os passageiros com uma arma.“Foi um momento de tensão muito grande. Foi algo muito assustador. O bandido ficou o tempo todo com a pistola apontada na costela de um dos passageiros da Kombi”, disse o motorista Edilson de Oliveira Alves, de 39 anos.

Kombi onde estava família sequestrada
(Foto: Renata Soares/G1)

De acordo com a Polícia Civil, oito pessoas estavam na kombi. Inicialmente, o Batalhão de Vias Especiais (BPVE) informou que havia crianças no veículo. No entanto, as vítimas afirmaram que apenas adultos estavam no carro sequestrado.

Ocupantes de carro detrás acionaram PM
Segundo os depoimentos das vítimas, a Kombi foi roubada na Linha Vermelha, na altura do Parque das Missões, por volta das 5h. Dois ocupantes de um carro que seguia atrás perceberam que se tratava de um sequestro e acionaram a Polícia Militar.

Os PMs de uma base do BPVE na Linha Vermelha iniciaram uma perseguição e conseguiram prender Wesley, na Avenida Brasil, na altura de Parada de Lucas. Com o homem, a polícia apreendeu um revólver calibre 38 milímetros.

“É uma revolta muito grande. Vivemos em um país sem lei. Saímos para passear e fomos vítimas da violência no Rio de Janeiro como acontece todos os dias”, disse o motorista que denunciou o sequestro à polícia. Com medo de represálias, ele preferiu não se identificar.

Troca de tiros antes de roubar kombi
Wesley de Deus, preso após sequestrar família em kombi
 (Foto: Renata Soares/G1)

Antes de roubar a Kombi, Wesley junto com outros três comparsas havia trocado tiros com a polícia na Avenida Brasil, próximo à Rodovia Washington Luiz. O grupo voltava de um baile funk da Favela da Cidade Alta, em Cordovil, e estava a bordo de um carro, modelo Palio, em alta velocidade.

De acordo com a PM, durante o confronto, um criminoso foi baleado na perna e os outros três comparsas fugiram a pé, em direção à uma favela. O homem ferido foi preso e o Palio apreendido.

No veículo, os policiais encontraram um revólver calibre 38 e um fuzil 762. Após checar a placa do carro, os agentes descobriram que o veículo havia sido roubado há cerca de sete dias, na região de Honório Gurgel, também no subúrbio.

Segundo a polícia, o criminoso ferido no confronto seria um adolescente de 16 anos, identificado como Gabriel Miguel da Silva, que segue internado no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, Zona Norte.

Por Renata Soares

Fonte: G1 Rio

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO