terça-feira, 25 de setembro de 2012

Juiz eleitoral pede prisão do presidente do Google





Reprodução

São Paulo – O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) determinou, nesta tarde, a prisão de Fábio Coelho, presidente do Google no Brasil. Ele é acusado de crime de desobediência.

Segundo o juiz da 35ª zona eleitoral, Flávio Saad Peron, o Google – responsável pelo YouTube – não cumpriu um mandato para retirar do ar dois vídeos com conteúdo negativo ao candidato à prefeitura de Campo Grande, Alcides Bernal, do PP. A ordem judicial tinha sido emitida ao Google na semana passada.

De acordo com informações da assessoria jurídica do candidato, o vídeo postado no YouTube tem conteúdo ofensivo e claro motivo eleitoreiro. O vídeo acusa Bernal de, supostamente, estimular uma ex-namorada a abortar, de agredir um menor e enriquecimento ilícito.

Ao não retirar o vídeo, explicou o juiz em despacho, o Google é enquadrado nos crimes de desobediência eleitoral, com base no artigo 347 do Código Eleitoral, e de descumprimento de ordem judicial, com base na Lei da Propaganda Eleitoral, a 9.504 de 1997.

Além do pedido de prisão, o TRE-MS determinou a suspensão do YouTube por 24 horas em todo o estado do Mato Grosso do Sul. Neste período, o serviço ficará inacessível para todos os usuários.

Segundo comunicado, "O Google está recorrendo da decisão que determinou a remoção do vídeo do YouTube porque, em sendo uma plataforma, o Google não é responsável pelo conteúdo postado em seu site."

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO