segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Pela reestruturação e valorização dos que fazem a Polícia Federal







A greve dos agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal completou um mês, ontem. Segundo o presidente do Sindicato dos Policiais Federais de Mato Grosso, Erlon José de Souza, a categoria segue sem nenhum tipo de acordo e não há previsão para o movimento terminar. 

A categoria, que aderiu nacionalmente a greve, negocia com o governo federal a reestruturação da carreira e a reestruturação da tabela salarial. 

"Nossa luta não se restringe a índices de reposição inflacionária. Queremos nossa carreira de nível superior, com as atribuições de nível superior reconhecidas. Isso é bom para os policiais, para a PF e para o Brasil", disse o diretor de Estratégia Sindical da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), por meio de assessoria.

Neste período de paralisação, os policiais suspenderam as operações padrões, deixando apenas os serviços de plantão para atendimento de casos considerados graves. 

Leia mais no Blog da Renata

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO