quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Polícia Federal pede quebra de sigilo bancário em caso de pirâmide financeira, em Juiz de Fora





Objetivo é identificar quem se beneficiou ilicitamente com o esquema, segundo delegado

A Polícia Federal pediu a quebra de sigilo bancário das empresas envolvida no caso da pirâmide financeira, em Juiz de Fora. Nesta terça-feira (18), a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão na rede coletiva de investimentos Mister Colibri.

Segundo o delegado da Polícia Federal, Humberto Brandão, o objetivo da quebra de sigilo é chegar ao montante movimentado pelo esquema. Brandão destacou também que, com isso, será possível ter informações sobre o patrimônio e também sobre quem se beneficiou ilicitamente. “Este é um passo fundamental para a investigação”, acrescentou.

Cinco empresas de Juiz de Fora e Fortaleza serão investigadas. A Polícia Federal aguarda os dados do Banco Central, Receita Federal e Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para realizar a perícia técnica nas companhias.

A ação acontece em parceria com o Ministério Público, Polícia Federal e Polícia Civil. Uma reunião nesta semana irá discutir a atuação de cada órgão.

Por MGTV TV Integraçãode Juiz de Fora

Fonte: Megaminas

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO