quarta-feira, 19 de setembro de 2012

RJ - 'Coronel do Porsche' será investigado pela corregedoria




"Jornal: 'Coronel do Porsche' será investigado pela corregedoria

O comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, determinou nesta terça-feira que a corregedoria interna da corporação abra uma sindicância para investigar a aquisição de um Porsche pelo coronel Fernando Príncipe Martins e saber em que condições o veículo de luxo foi comprado. Segundo informações do jornal O Globo, o oficial foi parado numa operação da Lei Seca, na madrugada do último sábado, dirigindo o carro. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro e teve a carteira de motorista apreendida. A Corregedoria Geral Unificada (CGU) da Secretaria de Segurança (Seseg) também vai investigar o coronel Príncipe. De acordo com a secretaria, a corregedoria está reunindo documentação sobre o veículo importado, pelo qual o oficial disse ter pagado R$ 650 mil, para verificar se existem elementos que justifiquem a instauração do procedimento administrativo disciplinar.

Príncipe está sem função na PM desde agosto de 2010. Sua última unidade foi o 9º BPM, em Rocha Miranda. Segundo nota da Polícia Militar, o coronel está nessa situação "por opção da corporação, que escolheu outros perfis para os postos de comando". A corporação informa ainda que o coronel Príncipe recebe atualmente cerca de R$ 15 mil, segundo informou o oficial, devido a triênios e gratificações acumuladas ao longo da carreira, apesar de estar sem função. Em entrevista ao jornal, o oficial disse ser sócio cotista de uma empresa de segurança no Rio, da qual seu irmão é sócio gerente. Segundo ele, o Porsche que dirigia foi comprado com os rendimentos obtidos na empresa. "É de lá que vem o meu rendimento maior. Pobreza pouca é bobagem", disse o policial, que, antes do Porsche, dirigia um Jaguar."

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO