sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Após pai ser atropelado, filho segue pistas e identifica motorista




Um militar do Exército conseguiu caçar sozinho o homem que atropelou e não prestou socorro ao seu pai em Taubaté, a 124 km de São Paulo. Como as imagens de segurança não mostravam a placa do carro, a polícia disse que não poderia ajudar. Insatisfeito, o militar começou a investigar por conta própria.
Com os pedaços que caíram no chão do veículo que atropelou seu pai, ele consultou amigos que trabalham em montadoras e descobriu o modelo, cor e o período de fabricação do automóvel. Em seguida, visitando estabelecimentos comerciais da região, teve a confirmação da placa do carro.
O veículo estava em nome de uma financiadora, que divulgou o primeiro nome do comprador. Após pesquisas na internet, o militar achou o motorista e onde ele morava.
Azeredo chegou com todas as provas na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) hoje para o delegado Juarez Totti. "Ele trouxe todas as provas aqui (na delegacia) e fomos atrás do motorista. Ele confessou que atropelou por volta das 5h52 do dia 13 (sábado), mas negou que participava de um racha", afirmou o delegado.
O motorista de 28 anos foi autuado por omissão de socorro, mas irá responder em liberdade. O carro dele, um Ford Focus vermelho, foi apreendido.
Veja o artigo original no Jornal do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO