quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Elize pode ter recebido ajuda para matar Matsunaga, diz promotor




Em São Paulo, o Ministério Público vai pedir que seja feita uma nova investigação do caso Yoki. O promotor suspeita que Elize Matsunaga tenha recebido ajuda para matar o marido. O MP se baseia no trabalho do Instituto de Criminalística da Polícia Civil e do Instituto Médico Legal para fazer o pedido.
O Instituto de Criminalística analisou o local do crime e encontrou sangue e material genético de uma mulher, provavelmente Elize Matsunaga, de Marcos Matsunaga e de uma terceira pessoa, um homem. Agora, a polícia precisa descobrir se esse material genético estava lá antes do crime ou foi deixado durante o crime.
Já o IML, que analisou o corpo do empresário, descobriu que da região abdominal para os membros inferiores foram feitos cortes precisos, de quem conhece anatomia. E Elize admitiu à polícia que conhece anatomia porque fez um curso de enfermagem. Já da região abdominal para cima havia retalhamento de pele, feito por quem não conhece anatomia. Poderia ser essa segunda pessoa.
O Ministério Público tem certeza que Elize Matsunaga matou Marcos Matsunaga sozinha, e que essa segunda pessoa provavelmente ajudou a cortar o corpo do empresário e a ocultar o cadáver.
Elize Matsunaga assassinou Marcos Matsunaga no dia 19 de maio deste ano. O empresário era diretor executivo de uma das maiores indústrias de alimento do Brasil.

Veja o artigo original no G1

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO