sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Ex-chefe de polícia confirma participação de Bola em execução de dois jovens na Grande BH





Testemunha de acusação foi ouvida em nova audiência nesta quinta-feira (4)

A testemunha que denunciou o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, da morte de dois homens no ano de 2008 manteve as afirmações em novo depoimento prestado à Justiça na tarde desta quinta-feira (4).

O ex-chefe do Grupo de Resposta Especial da Polícia Civil (GRE), que foi o responsável por fazer a denúncia na época, disse na reunião que os crimes teriam sido cometidos no sítio onde policiais do GRE recebiam treinamentos ministrados por Bola, em Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Estiveram presentes à audiência, além de Bola, que também é suspeito de participar do desaparecimento e da morte da ex-modelo Eliza Samudio, os outros três acusados das mortes de Paulo César Ferreira e Marildo Dias de Moura. Todos os suspeitos também fizeram parte do GRE.

Na reunião, os homens ouviram a testemunha contar com detalhes o que teria acontecido no sítio. Segundo o ex-chefe do grupo, os quatro suspeitos teriam matado as vítimas, queimado os corpos e jogado os restos mortais para os cães. Ele afirmou ainda que chegou a ouvir um dos acusados ter confessado as execuções.

Contagem

Bola também é acusado de ter participado da morte de um outro homem em Contagem, também na região metropolitana de Belo Horizonte. Uma nova audiência sobre o caso está marcada para o dia 21 de fevereiro de 2013.

Fonte: R7 MG, com Record Minas 

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO