sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Jovem sequestrada em SP há mais de 30 dias escapa de cativeiro no RJ





A jovem foi abordada por homens armados na Grande São Paulo. Junto com outra menina, foi levada para uma favela em Duque de Caxias.


Uma jovem sequestrada em São Paulo, há mais de 30 dias, conseguiu escapar do cativeiro na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. Ela fugiu em uma distração dos bandidos.

Foi mais de um mês de terror para as duas meninas em Duque de Caxias, a maior cidade da Baixada Fluminense. Os bandidos as levaram para uma favela conhecida.

Mas os sequestradores foram ousados: levando uma das meninas, eles se deslocaram por mais de 50 quilômetros até Itaguaí, onde uma das adolescentes conseguiu escapar.

Enfim, o abraço de mãe e filha depois 38 dias sem notícias, só imaginado o pior.

Em agosto, a jovem de 16 anos foi abordada por quatro homens armados em Guarulhos, na Grande São Paulo. Segundo a policia, os bandidos a obrigaram a entrar no porta malas de um carro, junto com outra menina que ela não conhecia. As duas foram levadas para um cativeiro na Favela da Mangueirinha, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

A adolescente só conseguiu escapar na quinta-feira (4) de madrugada, em Itaguaí, na Baixada Fluminense. Segundo a polícia, os sequestradores entraram em um bar e a deixaram sozinha no carro. Em um momento de distração dos criminosos, ela fugiu para uma trilha na mata e só parou quando encontrou com agentes da Policia Rodoviária Federal.

Na delegacia, a jovem contou que foi obrigada a embolar drogas, agredida e estuprada. “Um deles abusou de mim. Eu tentei fugir e ele olhou para mim e disse: ‘Aqui não é São Paulo, aqui é o Rio de Janeiro. Então só para você pagar você vai perder seu cabelo. Ele cortou meu cabelo”, lembra.

A polícia fez buscas e prendeu dois suspeitos: Michael Gouveia Ramos da Silva, o China, e Emerson Luis Borges de Amorim, o Cabelinho. Emerson foi reconhecido pela menina.

No carro que ele usava foi apreendida uma réplica de fuzil. Os dois vão responder por tráfico de drogas, associação ao tráfico e cárcere privado.

A polícia ainda não tem pistas do paradeiro da segunda menina sequestrada. “Todos os pontos de tráfico onde havia possibilidade de ela estar já foram revistados, mas até o momento não conseguimos essa localização”, afirma o delegado Renato Mariano.

A polícia diz que as buscas pela segunda menina continuam. A adolescente e a mãe devem retornar ainda nesta sexta-feira (5) para São Paulo.

Por Vandrey Pereira e Rogério Coutinho

Duque de Caxias, RJ

Fonte G1

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO