segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Médicos de SC devem suspender atendimentos por planos de saúde




 A partir desta segunda-feira (15), o Sindicato dos Médicos de Santa Catarina anuncia a suspensão do atendimento pago por duas operadoras de planos de saúde (assista ao vídeo).
A paralisação está prevista para ocorrer até sexta-feira (19) e atinge consultas, exames e outros procedimentos, que serão suspensos ou transferidos. Já casos de urgência, emergência e tratamentos que não podem ser interrompidos serão atendidos normalmente.
Segundo o Sindicato dos Médicos, a paralisação faz parte de um protesto nacional, com o objetivo de chamar a atenção das operadoras dos planos que não negociaram com as entidades médicas.
"Dois grupos de saúde não querem negociar conosco e sem essa negociação os profissionais médicos acabam forçados a cobrar consultas e procedimentos de pacientes que possuem o plano de saúde. Os reajustes diante do consumidor já foram feitos, mas o valor não foi repassado aos médicos", afirma Leopoldo Back, do Sindicato dos Médicos.
Em nota, a Agência Nacional de Saúde Suplementar afirmou que a suspensão dos atendimentos não pode prejudicar os beneficiários das operadoras. Ainda segundo a ANS, não é permitida a cobrança de valores adicionais por consultas ou outros procedimentos que tenham cobertura obrigatória pelo plano.
Caso isso aconteça, a Agência recomenda que as operadoras sejam imediatamente avisadas e ofereçam alternativas sem cobranças. Além disso, as operadoras devem reagendar, dentro dos prazos estipulados pela ANS, as consultas e outros procedimentos eletivos que podem ser prejudicados pela paralisação.
Veja o artigo original no G1

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO