sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Policial envolvido na morte de jornalista no Maranhão tem habeas corpus negado




Maranhão -  A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) negou, em decisão unânime habeas corpus subcomandante do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Maranhão, capitão Fábio Aurélio Saraiva Silva, o “Capita", suspeito de ter fornecido a arma usada na execução do jornalista Décio Sá, na noite de 23 de abril, no bar Estrela do Mar, na Avenida Litorânea, em São Luís.

De acordo com o MP, a existência incontestável de provas do crime e os indícios de autoria embasam o decreto de prisão preventiva do acusado. A defesa alegou que não há no processo qualquer alusão indicando o capitão como fornecedor da arma utilizada no crime e que sua prisão se deve ao fato de ser amigo de José Raimundo Sales Chaves Júnior, o "Júnior Bolinha", acusado de intermediar a morte do jornalista.

Veja o artigo original no O DIA ONLINE, canal Brasil

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO