terça-feira, 9 de outubro de 2012

Policial suspeito de matar travesti em SP é liberado após depoimento





Delegado disse que não constatou relação entre policial e o crime.
Morte aconteceu no domingo (7) próximo a um hotel da Zona Sul.

Travesti morreu após sofrer um traumatismo craniano 
(Foto: Reprodução/ TV Globo)

O investigador da Polícia Civil suspeito de ter matado um travesti no domingo (7), em São Paulo, prestou depoimento à Corregedoria da corporação nesta terça-feira (9) e foi liberado.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do (SSP), o delegado Delio Marcos Montressor, que acompanha o caso, informou que não foi possível estabelecer uma relação entre o policial e o crime. O nome do suspeito não foi divulgado.

O crime aconteceu em frente a um hotel perto do Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul da capital paulista. Uma testemunha disse à polícia que Vanderson Viegas Silva, de 25 anos, conhecido como Sheila, chegou ao local em um carro com um suposto cliente. Eles não chegaram a se hospedar. No estacionamento, Sheila desceu do carro e subiu no capô do veículo quando observou que o motorista iria deixar o local.

O motorista saiu com o carro arrancou mesmo com Sheila sobre o veículo. Uma quadra à frente, o travesti foi encontrado no chão com um grave ferimento na cabeça e morreu ao chegar ao hospital por causa de um traumatismo craniano.

O caso foi registrado inicialmente no 27° Distrito Policial, no Campo Belo. Depois, a investigação foi passado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que investigará o crime em parceria com a Corregedoria da Polícia Civil.

Segundo a Polícia Militar, o investigador chegou a ser preso por porte ilegal de arma na segunda-feira (8). Ele não podia andar armado porque estava afastado do trabalho para tratamento psicológico.

No domingo, opoliciais do 27º Distrito Policial, no Campo Belo, percorreram a região onde o travesti trabalhava em busca de imagens de circuitos de segurança que possam ajudar nas investigações. A única informação concreta é a de que o carro era de cor prata. Segundo a polícia, o hotel tem um circuito interno, mas o último registro é do dia 29 de setembro.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO