quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Presidente do PT diz que partido não punirá condenados no mensalão




O presidente nacional do PT, Rui Falcão, disse nesta terça-feira que nenhum dos petistas condenados no processo do mensalão será punido pelo partido. Falcão afirmou que as condenações impostas a parlamentares do PT não fazem parte dos casos de punição elencados no estatuto partidário, que prevê pena de expulsão quando ocorrer "condenação por crime infamante ou por práticas administrativas ilícitas, com sentença transitada em julgado". Para o presidente, os casos dos companheiros condenados não se aplicam ao estatuto. "Quem aplica o estatuto somos nós. E esse caso não se aplica".
O PT defendeu nesta terça-feira que José Genoino, mesmo já condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha pelo STF, assuma o mandato como deputado federal. Ele é suplente do deputado Carlinhos Almeida, que se elegeu prefeito de São José dos Campos (SP), no início de 2013. O presidente do PT negou, no entanto, ter conversado sobre isso com Genoino. "Imagino que ele queira assumir. Ele tem mandato e é um direito dele".
Há dirigentes do PT defendendo até que Carlinhos renuncie antes de 31 de dezembro, para que Genoino tenha mais tempo no Congresso. Mas Genoino afirmou a interlocutores que ainda não decidiu se vai assumir o mandato. Assim que foi condenado pelo STF, ele pediu demissão do cargo de assessor especial do Ministério da Defesa. "Ele se demitiu do governo porque achou que a condição de condenado poderia causar constrangimento à presidente Dilma. Ela não aceitou a demissão e ele teve de pedir em caráter irrevogável. Mas o mandato parlamentar é dele, foi obtido pelo voto", disse Pacheco.
Fonte: http://www.jb.com.br/

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO