domingo, 14 de outubro de 2012

Segurança de traficante DG é preso no subúrbio do Rio, diz polícia





Contra ele havia um mandado de prisão de tráfico de drogas.
Ele foi preso por policiais que atuaram na ocupação de Manguinhos.

Guilherme Silva dos Santos, o Dentinho, acusado de ser o braço direito do traficante DG
(Foto: Alba Valéria Mendonça/G1)

Um homem apontado pela polícia como o segurança do traficante Diego de Souza Feitosa, o DG, que fugiu após ser resgatado por traficantes da 25ª DP(Engenho Novo), foi preso na tarde deste domingo (14), durante operação paralela à ocupação do Conjunto de Favelas de Manguinhos e do Jacarezinho, no subúrbio do Rio de Janeiro. Guilherme Silva dos Santos, conhecido como Dentinho, de 19 anos, foi preso por policiais da 21ª DP (Bonsucesso), em Todos os Santos, também no subúrbio.

Contra Dentinho havia um mandado de prisão de tráfico de drogas na comunidade do Mandela. Mas, segundo a polícia, ele não participou do resgate de DG da delegacia.

Também foi preso na tarde deste domingo, na sequencia da ocupação policial nas favelas de Manguinhos e Jacarezinho, João Batista Souza Santana, acusado de crime passional. Segundo a polícia, ele vinha sendo procurado desde 2011. João Batista é acusado de matar e esquartejar a namorada Karla Gonçalves Silva, de 25 anos,segundo a polícia. Ele teria ainda jogado os restos mortais da jovem num bueiro na Avenida dos Democráticos. João Batista foi preso em casa em Manguinhos, em Bonsucesso, região que foi ocupada pela polícia na madrugada deste domingo (14).
João Batista Souza Santana, acusado de matar a namorada 
(Foto: Divulgação/Governo do Estado)

Preso MC
Mais cedo, um homem apontado pela polícia como chefe do tráfico de drogas da comunidade Faz Quem Quer, em Rocha Miranda, foi preso durante uma operação paralela que integra a ação de ocupação do Conjunto de Favelas de Manguinhos e do Jacarezinho, no subúrbio do Rio de Janeiro, neste domingo (14). Márcio Ferreira Tiago, conhecido como MC, foi preso por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA). Contra ele havia sete anotações criminais e cinco mandados de prisão, expedidos pela Justiça, incluindo tráfico de drogas, porte de armas e latrocínio.

De acordo com a polícia, operações paralelas ocorrem em várias partes da cidade para evitar a fuga dos criminosos das comunidades ocupadas neste domingo. Nesta manhã, MC foi localizado na Favela Faz Quem Quer, trocou tiros com a polícia e conseguiu fugir. Mas, à tarde, policiais conseguiram prender o traficante em um apartamento em Honório Gurgel, também no subúrbio. Segundo os agentes, MC estava ao telefone quando foi surpreendido pela polícia e não ofereceu resistência à prisão. Ele foi encaminhado para a 21ª DP (Bonsucesso).

Sem confrontos
Mais cedo, a Secretaria de Estado de Segurança do Rio de Janeiro informou que as favelas de Manguinhos e de Jacarezinho foram totalmente dominadas pelas forças policiais que realizam, desde a madrugada deste domingo, uma operação de pacificação nas comunidades. Não houve confrontos e as polícias, com apoio dos Fuzileiros Navais e de efetivos da Polícia Rodoviária Federal, não encontraram resistência para dominar os territórios. A ação nas duas comunidades durou apenas 20 minutos.

Segundo o coronel Frederico Caldas, relações públicas da PM, a ação em Manguinhos durou cerca de dez minutos. Mais cedo, por volta das 6h30, a Polícia Civil disse que a região de Jacarezinho havia sido totalmente dominada. "O principal indicador de sucesso é a retomada de território, sem vítimas. A máxima da política de pacificação é o mínimo de efeito colateral. Agora vamos atuar com o nosso serviço de inteligência para fazer prisões e mais apreensões de armas e drogas", disse o coronel Caldas.

Por volta das 7h, contêineres chegaram à Favela de Manguinhos, para a instalação da base do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Batalhão de Choque da PM. O Bope afirmou ter apreendido um fuzil, 14 munições de fuzil, 12 carregadores de fuzil, dois coletes iraquianos, duas placas de colete nível 3, meio quilo de pó branco, um facão, um caderno do trafico, 15 cápsulas vazias de cocaína, dois coldres. A polícia disse que também foram achados 10 kg de pasta base de cocaína e uma quantidade não divulgada de skank.

Policiais disseram ter ouvido alguns tiros no início da ação, possivelmente disparados por criminosos em fuga. "Nem sei se foi troca de tiros ou eles deram tiro para poder fugir. O importante é que a polícia se faz presente, são redutos de criminosos perigosos", afirmou o delegado Marcos Vinicius Braga.

Veículos recuperados
O delegado disse também que diversas motocicletas e veículos roubados foram recuperados. "São pelo menos 30 anos de desmando nessa localizada, todo tipo de criminosos, a população convivendo com isso. Nós vamos cada por casa retirá-los, para que eles não perturbem mais a população".

Mais de dois mil homens das forças policiais e do Exército participam da operação nas favelas de Jacarezinho, Manguinhos, Mandela e Varginha. A ação tem o apoio de 24 veículos blindados, sendo 13 da Marinha e 11 da Polícia Militar, além de sete aeronaves da Polícia Rodoviária Federal, da PM e da Polícia Civil. Segundo a Secretaria de Segurança, este é o primeiro passo para a implantação de uma UPP em Manguinhos.


Por Alba Valéria Mendonça

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO