quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Tribunal de Júri condena trio que assassinou policial no DF





Marido da vítima seria mandante e se beneficiaria com pensão por morte.
Crime ocorreu em fevereiro; trio foi condenado a mais de 20 anos de prisão.

O Tribunal de Júri de Taguatinga condenou por homicídio triplamente qualificado três homens suspeitos de assassinar uma policial em fevereiro deste ano. O julgamento ocorreu na quarta (17), mas a decisão foi divulgada apenas nesta quinta-feira (18). Cabe recurso.

De acordo com informações do processo, que tramita em segredo de Justiça, o mandante do crime seria o marido da vítima, que se beneficiaria com a pensão por morte da policial. O marido afirmou para o irmão de que tinha sido traído e que gostaria de dar um corretivo na esposa. O irmão contratou um terceiro rapaz para auxiliar no crime.

Ainda com base em dados do processo, os três planejaram simular um assalto ao casal no momento em que eles estivessem saindo para trabalhar. Para dar veracidade à versão, eles decidiram que o marido deveria ser atingido com um tiro não letal.

O marido da policial foi condenado a 27 anos. O irmão dele a 22 anos e o terceiro participante do crime, que efetuou os disparos, a 20 anos e seis meses. Eles deverão cumprir a pena em regime fechado e não poderão recorrer em liberdade.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO