terça-feira, 13 de novembro de 2012

Com lei que limita alunos por sala, país terá de criar 16 mil turmas





Um projeto recém-aprovado pelo Senado que prevê um limite de 25 alunos por sala nas séries iniciais da escolarização, se passar pela Câmara e for sancionado pela presidente Dilma Rousseff, fará com que o Brasil precise criar 16.622 turmas de pré-escola e dos dois primeiros anos do ensino fundamental. 

A mudança exige uma série de adaptações que demandam investimento financeiro e planejamento rigoroso desde o espaço físico até a capacitação de docentes das redes de ensino. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A média de alunos matriculados nessas séries no país, atualmente, é de 29 por sala, considerando instituições públicas e privadas. A diminuição para 25 estudantes parece pouco, mas teria grande impacto na adequação à lei, principalmente nas grandes cidades. 

O projeto foi elogiado pedagogicamente, pois é nessa fase inicial que o atendimento individualizado e a avaliação contínua são mais necessários. Porém, somente em São Paulo, por exemplo, seriam necessárias 3.053 turmas para abrigar 76.333 alunos que estariam excedentes com a mudança. Patrícia Mota Guedes, especialista em gestão educacional da Fundação Itaú Social, sugere que as redes estaduais e municipais trabalhem na proporção de adultos para crianças. "Uma sala com 30 alunos e dois professores é melhor do que uma turma com 20 crianças e só um docente", afirma.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO