terça-feira, 27 de novembro de 2012

Corregedoria da PM apura morte no Aglomerado da Serra, em BH




A Polícia Militar (PM) informou, na noite desta segunda-feira (26), que a corregedoria da corporação apura a morte de um jovem de 24 anos durante um tiroteio, nesta tarde, no Aglomerado da Serra, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Segundo o assessor de comunicação da PM, tenente-coronel Alberto Luiz Alves, o sargento do 22º Batalhão que atirou contra Elenílson Eustáquio da Silva Souza foi preso em flagrante.


O policial ficará detido à disposição da Justiça Militar e será avaliado se ele agiu em legítima defesa. De acordo com o tenente-coronel, a alegação dos policiais do Grupo Especializado de Policiamento em Áreas de Risco (Gepar), que participaram da operação, é que eles faziam buscas na região por causa de tráfico de drogas.


De acordo com parentes da vítima, Elenílson Eustáquio da Silva era servente de pedreiro e estaria trabalhando no aglomerado. Ele teria voltado para casa no meio da tarde, tomado um banho e saído novamente. Ainda de acordo com a família, neste momento, o rapaz foi baleado.


Durante a tarde desta segunda, as primeiras informações da PM relacionavam a troca de tiros a uma “saidinha de banco”, ocorrida na Avenida Brasil, no bairro Santa Efigênia. “O que temos de concreto é que um militar atirou e vitimou um jovem. Qualquer coisa que se diga será precipitado”, declarou o tenente-coronel.


Tensão
Elenilson Eustáquio da Silva foi morto nas proximidades da Vila Nossa Senhora de Fátima. Por volta das 16h, toda a região foi isolada pela PM, que ocupou as ruas do aglomerado. Um helicóptero da corporação também foi utilizado na operação.


O clima ficou tenso na área. Um ônibus da linha 9031 ficou completamente destruído depois de ser incendiado, mas ninguém ficou ferido, segundo o Corpo de Bombeiros. Após as chamas terem sido controladas, algumas pessoas, muitas delas crianças, invadiram o coletivo. Elas arrancaram o cofre que fica embaixo da cadeira do cobrador e saíram carregando o objeto pelas ruas.


Um cinegrafista, que acompanhava a movimentação no aglomerado, foi atingido por uma bala de borracha. De acordo com o tenente-coronel Alberto Luiz Alves, esta denúncia também será apurada pela PM.


Fonte: http://www.amigosdecaserna.com.br/

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO