segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Maluf constrange o PP





Partido tenta impedir que condenação da Justiça estrangeira atrapalhe a negociação de cargos com o PT na prefeitura de São Paulo

O PP quer evitar que a condenação do deputado Paulo Maluf (SP) pela justiça da Ilha de Jersey, paraíso fiscal britânico, respingue na imagem do partido no momento em que a legenda foi garantida no comando do Ministério das Cidades e negocia cargos na gestão de Fernando Haddad, em São Paulo. O deputado foi condenado a devolver US$ 22 bilhões aos cofres da prefeitura paulistana. Por isso, os pepistas adotam o discurso de que “Maluf deve explicar as coisas, não o partido”. Dirigentes da sigla, contudo, reconhecem que a situação é incômoda. “Isso atrapalha as negociações no Brasil inteiro e impede o surgimento de novas lideranças”, afirmou ao Correio um integrante da máquina do PP. 

O exemplo mais concreto aconteceu em setembro do ano passado, quando Celso Russomanno procurou a liderança do partido em São Paulo manifestando o desejo de se candidatar à prefeitura de São Paulo. Enciumado com o risco de perder espaço, Maluf, que preside o diretório estadual paulista, disse não. Russomanno deixou o partido, filiou-se ao PRB e por pouco não chegou ao segundo turno na disputa paulistana. “Lá atrás foi o momento em que o PP podia ter tomado uma atitude em relação a Maluf. Preferiu continuar com ele”, completou um cacique pepista. 

O grande problema, na visão de desafetos de Maluf, é que ele é um “patrimônio” do PP. “Em muitos momentos, ele ajudou o partido e aguentou o tranco e os ataques. Seus aliados dizem que não há como, simplesmente, esquecer o que ele fez pelo partido”, acrescentou um parlamentar estadual do PP. 

A estratégia é delicada. Na hora dos grandes acertos políticos, Maluf é chamado. Ele foi fotografado ao lado de Haddad e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia em que o PT acertou a aliança com o PP de olho no tempo de televisão. Mas agora que Haddad foi eleito, quem negocia os cargos do partido na futura administração municipal é o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO