quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Membro de grupo que roubou banco em MT é morto em tiroteio com PMs




Dois ladrões ainda estão escondidos em mata perto de Marcelândia, diz PM.
Assalto ocorreu há quase um mês e policiais mantêm o cerco em mata.

Assalto ocorreu em agência bancária, localizada em Marcelândia.
 (Foto: Cleverton Neves/Sónotícias)

Um novo confronto entre os Policiais Militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e integrantes da quadrilha que roubaram uma agência bancária em Marcelândia, a 712 quilômetros de Cuiabá, ocorreu na tarde desta quarta-feira (7) dentro da mata fechada, onde os suspeitos estão escondidos há quase um mês. Segundo o comandante da PM na região, coronel Adriano Denardi, houve intensa troca de tiros e um dos assaltantes morreu no confronto, que ocorreu por volta das 14h.

O cerco policial se mantém e é feito por uma equipe composta por 40 policiais militares que monitoram o acampamento dos assaltantes, que fica a aproximadamente 70 quilômetros de Marcelândia. O roubo ao banco ocorreu no dia 9 deste mês. O coronel contou ao G1 que na tarde desta quarta, durante as buscas, dois integrantes da quadrilha foram avistados na mata e um deles teria atirado contra os policiais. “Houve o confronto e um dos suspeitos foi atingido. Ele chegou a ser encaminhado para o hospital e morreu a caminho. Já o outro assaltante conseguiu fugir”, relatou.

O coronel contou ainda que o assaltante morto estava com uma identidade falsa e, por isso, ainda não foi possível fazer a identificação do corpo. Além disso, a arma encontrada com ele, um revólver calibre 38, teria sido roubada do segurança da agência bancária no dia do assalto. O revólver foi apreendido com seis munições. “Já identificamos a arma e é a mesma roubada durante o assalto na agência. Ela foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Civil”, disse.

Fuga
Dessa forma, o coronel Denardi ressalta que a equipe de Batalhão de Operações Especiais trabalha com a hipótese de que apenas dois integrantes da quadrilha ainda estariam escondidos na mata. No entanto, inicialmente, as investigações apontavam que cinco pessoas suspeitas de envolvimento teriam fugido do local do crime e se esconderam na mata.

No dia 22 de outubro, um dos ladrões também morreu após trocar tiros com os policiais ao passo que três conseguiram escapar das balas e permaneceram escondidos na mata. Já no dia do assalto, outro suspeito foi baleado no braço e não morreu. Contudo, a polícia não soube informar se o criminoso morto nesta quarta-feira é o mesmo que estava ferido.

Assalto
Imagens gravadas por um morador mostram os assaltantes levando reféns
(Foto: Reprodução/ TVCA)

O assalto ocorreu no dia 9 de outubro, quando quatro suspeitos invadiram uma agência bancária do município. Depois de roubar o dinheiro, o grupo fugiu levando cinco reféns. Os assaltantes entraram em confronto com a PM e, durante a fuga, incendiaram dois veículos e tentaram destruir uma ponte com explosivos.

Conforme a polícia, os suspeitos parecem abatidos e desorientados. Durantes as buscas, a PM encontrou armamentos pesados, alimentos, remédios, coletes, munições e acampamentos onde o grupo passou. Também foi recuperado cerca de R$ 7 mil em dinheiro, dos mais de R$ 200 mil roubados do banco.

Por Kelly Martins

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO