quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Operação da PM e Gecoc apreende 141 quilos de maconha






Uma ação conjunta entre a Polícia Militar de Alagoas (PMAL) e o Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) prendeu na tarde da última segunda-feira (19), quatro pessoas acusadas de tráfico de drogas, em uma casa alugada, no Loteamento Antares Um, bairro da Serraria.
A casa funcionava como boca de fumo e no local foram apreendidos 173 tabletes de maconha prensada, pesando 141 quilos da droga, com uma quantia de R$ 5.779 em espécie, e um caderno com anotações de supostos usuários, que estavam em posse do casal Thiago Correia, 23 anos, e Mickaele Barbosa, 19 anos. O casal não reagiu à voz de prisão.
Desde a última sexta-feira, 16, uma movimentação constante no local levantou suspeita. Após investigação do Serviço de Inteligência da PM, e com o apoio destes, a guarnição do oficial de operações do Batalhão de Radiopatrulha juntamente com o apoio da guarnição Raio Rio Largo estouraram a boca de fumo e prenderam o casal em flagrante, que no momento encontrava-se deitado numa cama em um dos cômodos da casa.
A droga estava guardada em outro quarto da casa junto com uma balança de precisão. Espalhado pelo chão do quarto havia pó de café, que segundo os militares seria para disfarçar o cheiro exalado pela maconha.
Também foram presas duas mulheres acusadas de tráfico, após comprarem droga na referida casa. Sônia Ribeiro, 38 anos, e Vera Lúcia Muniz, 20 anos estavam em uma moto Suzuki, prata, e foram abordadas, pelos militares, na saída do Loteamento. Com as duas foi encontrado um tablete e meio de maconha. A moto foi recolhida pela guarnição 01 do Batalhão de Transito. Ambas tem passagem pela polícia. Sônia por porte ilegal de arma de fogo e Vera Lúcia por tráfico de entorpecente.
O comandante do Policiamento da Capital (CPC), coronel Gilmar Batinga falou à imprensa sobre a ação que, segundo o mesmo, não foi a maior apreensão já realizada pela Polícia Militar no Estado.
“Através do disque denuncia (181), deram-se início às investigações, quando se chegou a esta casa no Loteamento Antares. Já houve apreensões maiores de droga realizadas pela Polícia Militar, no entanto, foi mais uma ação de combate ao tráfico em Maceió”, declarou o comandante do CPC.
Conforme o Serviço de Inteligência da PMAL, a droga, possivelmente veio do Estado de São Paulo e a casa onde funcionava a boca de fumo seria de propriedade de um sargento do Exército, que não foi identificado.
Os acusados junto com a droga apreendida foram encaminhados à Central de Polícia onde foram autuados por tráfico de entorpecente.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO