segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Operação prende 33 e recolhe documentos na casa do vice-presidente da CBF




São Paulo - O presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) e vice da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, teve documentos recolhidos na madrugada desta segunda-feira em sua residência, em São Paulo. A operação realizada pela Polícia Federal pretende desarticular duas organizações criminosas envolvidas em violação de dados e crimes financeiros.

A PF informou que 33 pessoas foram presas suspeitas de participarem dos crimes. Segundo a PF, 87 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em São Paulo, Goiás, Distrito Federal, Pará, Pernambuco e Rio de Janeiro. Até o momento, 67 pessoas serão indiciadas.

De acordo com a assessoria de imprensa do dirigente esportivo, ele foi levado à superintendência da PF em São Paulo prestar esclarecimentos, mas já foi liberado. Em nota divulgada, a FPF informou que a ação não está relacionada à atividade de Del Nero como dirigente esportivo.

Da casa do dirigente foram levados computadores e documentos. O teor do depoimento dado por Del Nero segue em sigilo. Sem dar mais detalhes, a Polícia Federal confirmou apenas que existe uma operação em curso envolvendo Del Nero.

Um dos cartolas mais influentes do país, Marco Polo Del Nero assume o comando da CBF em caso de saída do atual presidente José Maria Marín. O vice já foi investigado durante a chamada Máfia do Apito, que teria manipulado resultados no futebol.

Dois grupos são investigados: um por suspeita de vender informações sigilosas e outro por crimes contra o sistema financeiro nacional. A operação foi batizada de "Durkheim", em referência ao sociólogo francês Émile Durkheim, autor do livro "O Suicídio".

O inquérito apura irregularidades que começou em setembro de 2009, com a investigação do suicídio de um policial federal em Campinas, interior paulista. O agente apontou a possível utilização de informações sigilosas obtidas em operações policiais para extorquir políticos suspeitos de envolvimento em fraudes em licitações.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO