quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Operação Saturação já recapturou 30 procurados pela Justiça em SP




A Polícia Militar divulgou nesta quarta-feira o resultado da Operação Saturação, que é realizada em diversas partes da capital paulista e no interior. Segundo a corporação, até o início da manhã de hoje, 30 procurados pela Justiça foram recapturados na zona leste, zona norte, na comunidade Paraisópolis e nas cidades de Guarulhos e Ribeirão Preto.

Em vigor desde 29 de outubro em Paraisópolis, a Operação Saturação já contabiliza apreensão de 16 armas na comunidade, sendo três fuzis, quatro espingardas, cinco revólveres, uma pistola e três pistolas de pressão. No favela, a polícia ainda apreendeu uma granada, 393 munições, além de 55 kg de cocaína e 343 kg de maconha. Nove adolescentes foram apreendidos e 74 pessoas foram presas.

Na zona leste da capital, 2.351 pessoas foram abordadas e seis foram presas. Três veículos foram apreendidos. Na zona norte, 23 pessoas foram presas em 2.484 abordagens. Uma arma e 29 kg de maconha foram apreendidos.

Em Guarulhos, cidade que apresentou alto índice de violência na última semana, foram feitas 2.042 abordagens pela Polícia Militar. Ao todo, cinco carros e cinco motos foram apreendidos e quatro procurados pela Justiça foram presos. A PM ainda apreendeu sete armas de fogo, incluindo dois fuzis.

Já em Ribeirão Preto, no interior do Estado, quatro foram presos, três adolescentes foram detidos e duas armas foram apreendidas.

Além da Operação Saturação, a PM ainda faz uma operação paralela na fronteira do Estado. Segundo a corporação, a ação acontece por meio do policiamento rodoviário, com diversos bloqueios nas rodovias que ligam São Paulo a outros Estados. Desde o dia 9 de novembro, 12 veículos foram apreendidos e seis pessoas foram presas.

As operações da PM não têm prazo para terminar. De acordo com a corporação, elas serão executadas em locais onde existe a necessidade de uma maior intervenção. As ações coordenadas começaram após a onda de ataques de criminosos no Estado.

Onda de violência 

Desde o início do ano, ao menos 92 policiais foram assassinados no Estado. Desse total, 18 eram aposentados e três estavam em serviço. Além disso, o Estado continua a enfrentar um grande índice de violência. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, só na capital houve um crescimento de 102,82% no número de pessoas vítimas de homicídio no mês de setembro, em comparação ao mesmo período do ano passado. Em todo o Estado, a alta foi de 26,71% no mesmo período.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO