segunda-feira, 12 de novembro de 2012

'A PEL II está para estourar', reclama agente penitenciário de Londrina




A Penitenciária Estadual 2 de Londrina (PEL II) deve contar com o reforço de agentes penitenciários até o final de 2012, além da previsão de reformas e conserto de equipamentos.  O anúncio feito pela diretoria da PEL II veio após denúncias de um agente penitenciário que preferiu não se identificar, mas alertou para a situação precária da unidade.
De acordo com o agente, além da superlotação, a falta de funcionários e problemas na conservação da estrutura são preocupações diárias na PEL II. Atualmente, 172 agentes cuidam de 1.003 presos, o que dá uma média de 40 agentes por turno, considerando férias, atestados e licenças. “Como o próprio site do Departamento de Execução Penal (Depen), o estatuto do Depen diz, para a cada cinco presos ter um agente penitenciário, isso nunca aconteceu, e agora piorou ainda”, reclamou.
O funcionário reclama que o baixo efetivo aflige os agentes penitenciários, que vivem sob constantes ameaças. “Presos que não respeitam o agente penitenciário, não respeitam a direção, não respeitam o governo, não respeitam a sociedade. Nós convivemos com isso não só dentro dos presídios, mas fora. O agente penitenciário fica à mercê dos bandidos 24 horas por dia. A PEL II está para estourar a qualquer momento”, denunciou.
Outros gargalos do sistema, segundo o agente, são problemas na estrutura física, que possibilitam a fácil aproximação de pessoas pelo lado de for para arremessar objetos como celulares. Ele reclama também do raio-x estragado, do protão eletrônico quebrado e da falta de rádio comunicadores. “Se acontecer alguma coisa, nós estamos na mão de Deus”, reclama.
Reforma
De acordo com o diretor da PEL II, José Eduardo Alves, já foi pedida a reforma da unidade e o conserto dos equipamentos. Ele prometeu também a ampliação do quadro de agentes, mas garante que a situação está sob controle. “Já iniciou um procedimento de contratação de agentes de cadeia pública para esse ano ainda, através de um edital, de uma seleção. E temos ainda a informação também de que devem ser contratados agentes penitenciários para suprir essas deficiências das unidades”, disse o diretor.
Para ler mais notícias do G1 Paraná, clique em g1.globo.com/parana. Siga também o G1 Paraná no  Twitter e no RSS.

Fonte: http://g1.globo.com

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO