terça-feira, 6 de novembro de 2012

PF prende quadrilha que lesou Previdência em R$ 8 milhões




A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira pelo menos nove pessoas envolvidas em um esquema de fraude na Previdência Social que causou um prejuízo estimado de R$ 8 milhões. A Operação Carpe Diem, deflagrada hoje em Minas Gerais e Bahia, é composta também pelos ministérios da Previdência Social e Público Federal. Os 65 policiais federais e seis servidores da Previdência também cumpriram 12 mandados de busca e apreensão.

A investigação começou em abril de 2011 para apurar denúncias de irregularidades na concessão de benefícios previdenciários, em especial a pensão por morte. A polícia descobriu que o grupo criminoso se especializou na criação de pessoas fictícias, a partir de registros de nascimento falsos ou com conteúdos falsos, para fazer prova junto à Previdência Social e assim receber pensões por morte previdenciária.

Entre os investigados há uma servidora da Previdência do Estado da Bahia, que prestava assessoria ao grupo a partir de averiguações feitas nos sistemas da Previdência social. Os investigados serão indiciados pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica e formação de quadrilha.

De acordo com a Polícia Federal, o nome da operação é uma expressão em latim comumente traduzida para "aproveite o momento", em referência à atuação da quadrilha e ao modo de vida de seus integrantes.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO