terça-feira, 27 de novembro de 2012

PM é preso por morte de jovem no Alemão




Um cabo do 4º BPM (São Cristóvão) foi preso nesta segunda-feira à noite, acusado de matar a tiros um jovem de 18 anos, na Favela da Fazendinha, no Complexo do Alemão — área que conta com Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) . A avó do rapaz estava na mesma casa no momento do crime.

O Dia Mário Lucas, que estava em casa com a avó, foi morto com pelo menos dois disparos

Capturado pela Divisão de Homicídios (DH), o PM Rodrigo Araújo Costa, o Coelhão, foi reconhecido pela avó da vítima, Mário Lucas Souza Pereira, 18. A idosa, de 77 anos, presenciou o crime, ocorrido por volta das 5h da segunda-feira. Um homem que estaria com o militar também é procurado.

Leia também: Jovem de 18 anos é morto a tiros no Complexo do Alemão

Segundo depoimento dela, dois homens chegaram de moto à casa da família, na Rua 4 da localidade conhecida como Casinhas. Invadiram o imóvel, que fica no início de uma vila, e, antes de disparerem, acordaram a vítima e perguntaram: “Então é você que gosta de esculachar policial, né?”

Mário Lucas foi morto com pelo menos dois disparos de pistola 9 mm. A DH fez perícia no local e recolheu duas cápsulas de pistola do mesmo calibre.

A assessoria da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Fazendinha ressaltou que a arma não é usada pela PM e o comandante da unidade, capitão Ronaldo Salgado, colocou as fotografias dos PMs da UPP à disposição da Polícia Civil para possível reconhecimento da avó de Mário Lucas.

Veja também: Traficantes atacam sede da UPP no Complexo do Alemão

A DH ainda não descarta a participação de algum PM da UPP na ação ou na facilitação do crime.

Não há informações sobre envolvimento da vítima com tráfico de drogas. Policiais militares que pediram para não serem identificados disseram que a localidade das Casinhas, onde ocorreu o homicídio, tem problemas de resistência de traficantes ao processo de pacificação.

Vizinhos de Mário Lucas, com medo de sofrerem represálias, também pediram para não serem identificados e estão revoltados.

“Era uma rapaz muito correto, amigo de todo mundo aqui”, disse um motorista de ônibus, de 55 anos. “Ele era meu amigo, sou até suspeito para falar, mas o Lucas não fazia mal a ninguém”, contou, emocionado, um colega de 17 anos.


Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO