sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Polícia apura que houve troca de tiros antes da morte de coronel no RS





Corpo de Júlio Molinas Dias foi encontrado nesta quinta em Porto Alegre.
Foram feitos disparos de dentro de 2 carros, um deles ocupado pelo militar.


A Polícia Civil do Rio Grande do Sul investiga a morte do coronel reformado do Exército Exército Júlio Miguel Molinas Dias, ocorrida na noite de quinta-feira (1) na Zona Norte de Porto Alegre. A perícia apontou que houve troca de tiros antes do crime, e os disparos partiram de dentro dos dois veículos, o C4 ocupado pela vítima e carro onde estariam os autores do crime, como mostra a reportagem do Jornal do Almoço (veja o vídeo).

A vítima, de 78 anos, foi morta por volta das 21h quando chegava em casa no Bairro Chácara das Pedras. Segundo a polícia, ele foi atingido com pelo menos seis tiros. O corpo foi encontrado por vizinhos no lado de fora do veículo, e nada foi roubado. A polícia trabalha com as hipóteses de execução ou latrocínio, roubo seguido de morte.

Segundo relatos de testemunhas à polícia, havia outro homem junto com o militar no C4. O outro carro vinha logo atrás. Foram encontradas no local cápsulas de munição de três calibres diferentes. As armas não foram localizadas.

Vizinhos relataram que Molinas Dias morava na residência na Chácara das Pedras há cerca de 20 anos. O coronel foi comandante do Destacamento de Operações Internas (DOI) do Exército no Rio de Janeiro, na década de 1980. O corpo será sepultado às 17h30 desta sexta (2) no Cemitério Jardim da Paz, em Porto Alegre.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO