segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Policial civil aposentado é morto em tentativa de assalto, em Porto Velho




Testemunhas reconheceram suspeito pelas roupas.
Policial pode ter reagido, homem foi ferido na coxa por arma de fogo.

Larissa Matarésio

Policial aposentado foi morto na mafrugada desta segunda-feira (12) 
(Foto: Larissa Matarésio/G1)

O policial civil aposentado Joarez Paulo Lima Fonseca, de 63 anos, foi morto com um tiro na cabeça, na madrugada desta segunda-feira (12), em Porto Velho. A polícia acredita que ele tenha sido vítima de uma tentativa de roubo que acabou em morte. O suspeito Joelson Borges de Souza, de 25 anos, foi reconhecido por testemunhas por causa das roupas que usava. Joarez pode ter reagido e baleado Joelson na coxa esquerda. A arma do policial não foi encontrada.

Segundo uma testemunha do ocorrido, o policial caminhava pela Rua Daniela, no Bairro Aponiã, quando dois suspeitos de bicicleta o abordaram e entraram em luta corporal. Logo em seguida, a testemunha ouviu disparos de arma de fogo. Os dois suspeitos fugiram do local, mas Joelson foi reconhecido por ele e mais três testemunhas por causa das roupas e do ferimento na coxa.

O suspeito ainda tentou despistar a polícia trocando de roupa, mas ao ser interrogado, Joelson se contradisse muitas vezes e quando indagados, os familiares mostraram as roupas que ele estava vestindo. As peças de roupa correspondiam com a descrição das testemunhas, estavam sujas de sangue do ferimento e com uma perfuração de bala.

O delegado da central de flagrantes Hudson Fabiano Costa disse ao G1 que a ocorrência será encaminhada para a Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio (DRCP) por se tratar de um homicídio de repercussão.

"Ficará a cargo da DRCP lavrar a ocorrência como latrocínio ou homicídio", diz Hudson. "Homicídio é quando a morte é o crime principal, e latrocínio é roubo qualificado pela morte", explica o delegado.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO