quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Policial suspeito de comprar votos com churrasco é expulso da PM




O policial militar Hércules Constâncio, preso por crime eleitoral no domingo (28), no 2º turno das eleições deste ano, foi expulso da corporação, segundo informou a assessoria de imprensa da Polícia Militar nesta quinta-feira (1º). Ele é acusado de envolvimento com venda ilegal de TV a cabo, de gás de cozinha, transporte alternativo de passageiros e exploração de segurança de rua.
O terceiro-sargento Hércules foi preso, suspeito de compra de voto, em uma casa no bairro de Gramacho, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, onde promovia um churrasco para várias pessoas.
Segundo a juíza da 78ª Zona Eleitoral, Daniela Barbosa, no carro dele, um Honda Civic, foram encontrados R$10.400, embaixo do tapete do estepe, e uma lista de pagamento.  “Prendemos porque ele foi acusado de compra de voto e, além de tudo, ele também é réu no processo da 'Operação Duas Caras'”, afirmou a juíza, na ocasião.
No carro do PM, tambem havia material de propaganda de Washington Reis, candidato à Prefeitura do município. A juíza fez a prisão após receber uma denúncia anônima.
'Duas Caras'
Em setembro de 2007, 73 policiais foram presos na "Operação Duas Caras", denunciados por associação ao tráfico, corrupção ativa e passiva e concussão (extorsão praticada por servidores). Conforme a denúncia, eles ganhavam entre R$ 2 mil a R$ 3,9 mil por semana para permitir que os traficantes agissem livremente. Em junho de 2009, 1ª Vara Criminal de Duque de Caxias (RJ), absolveu os 44 militares presos em 2007.
Fonte: http://g1.globo.com

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO