terça-feira, 27 de novembro de 2012

Segundo ônibus é incendiado no Aglomerado da Serra, em BH




Um ônibus foi incendiado na madrugada desta terça-feira (27) na Praça do Cardoso, no Aglomerado da Serra, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), ninguém ficou ferido. Um jovem de 24 anos foi morto pela PM na tarde desta segunda-feira (26) durante um tiroteio no local. Segundo o assessor de comunicação da PM, tenente-coronel Alberto Luiz Alves, o sargento do 22º Batalhão que atirou contra Elenílson Eustáquio da Silva Souza foi preso em flagrante.


A polícia informou que depois que o coletivo foi queimado, ele teria batido contra um poste e danificado a rede elétrica. Até o horário em que esta reportagem foi publicada, ninguém havia sido preso. O caminhão reboque que foi retirar o ônibus também foi incendiado. Segundo a PM, o motorista disse que várias pessoas chegaram com armadas e atearam fogo no veículo.


Outro ônibus da linha 9031 já havia sido incendiado nesta segunda-feira (26). Segundo bombeiros, ninguém ficou ferido. Após as chamas terem sido controladas, algumas pessoas, muitas delas crianças, invadiram o coletivo. Elas arrancaram o cofre que fica embaixo da cadeira do cobrador e saíram carregando o objeto pelas ruas.


Cerca de 35 policiais e 12 carros ocupam o Aglomerado da Serra desde segunda-feira (26).


Jovem morto
O policial ficará detido à disposição da Justiça Militar e será avaliado se ele agiu em legítima defesa. De acordo com o tenente-coronel, a alegação dos policiais do Grupo Especializado de Policiamento em Áreas de Risco (Gepar), que participaram da operação, é que eles faziam buscas na região por causa de tráfico de drogas.


De acordo com parentes da vítima, Elenílson Eustáquio da Silva era servente de pedreiro e estaria trabalhando no aglomerado. Ele teria voltado para casa no meio da tarde, tomado um banho e saído novamente. Ainda de acordo com a família, neste momento, o rapaz foi baleado.


Durante a tarde desta segunda, as primeiras informações da PM relacionavam a troca de tiros a uma “saidinha de banco”, ocorrida na Avenida Brasil, no bairro Santa Efigênia. “O que temos de concreto é que um militar atirou e vitimou um jovem. Qualquer coisa que se diga será precipitado”, declarou o tenente-coronel.

Fonte: http://g1.globo.com

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO