terça-feira, 20 de novembro de 2012

SP: suspeitos do PCC são presos tentando levar celulares a cadeia





Josias Aparecido dos Santos é um dos presos por ligação com o PCC e tentativa de jogar telefones dentro de penitenciária no interior de SP 
Foto: Cícero Affonso/Especial para Terra

A Polícia Militar de São Paulo prendeu nesta terça-feira cinco homens que tentavam arremessar aparelhos de telefonia celular para dentro do presídio Tacyan Menezes de Lucena, na cidade de Martinópolis (a 539 km da capital). Foram presos Carlos Eduardo Lima dos Santos, 22 anos; Danilo Sampaio de Almeida, 25 anos; Jaime Junior Mota, 22 anos; Josias Aparecido dos Santos, 33 anos, e Robson dos Santos, 23 anos, todos já com passagens anteriores pela Justiça e suspeitos de pertencerem ao Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que age dentro e fora dos presídios paulistas.

Segundo a polícia, a suspeita existe pelas tatuagens dos criminosos. Eles ocupavam um Gol que transitava nas imediações do trevo de Indiana e a polícia já vinha monitorando o veículo, pois uma denúncia anônima dava conta de que o grupo se preparava para levar a encomenda ao presídio. Durante o monitoramento, os ocupantes do carro jogaram os objetos que levavam. Eram seis aparelhos, todos equipados com carregadores e baterias, que estavam embalados com espumas e fitas adesivas.

Embora tenham negado a ação, a polícia apurou que o bando pretendia arremessar os objetos para dentro do presídio. "Esses telefones seriam utilizados para que os integrantes da facção continuassem as ordens de ataques violentos que vêm ocorrendo, além de assaltos, tráfico de entorpecentes e assassinatos", explicou o delegado Marco Antonio Mantovani, que presidiu o flagrante.

Por CÍCERO AFFONSO

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO