domingo, 2 de dezembro de 2012

Cerimônia forma 971 soldados para a segurança de SP




Diante da população e familiares, 971 homens e mulheres se formaram policiais militares do Estado de São Paulo, na manhã de sexta-feira (30), em uma cerimônia no Vale do Anhangabaú, na Capital paulista, local que divide o centro velho e o novo da cidade.

O governador Geraldo Alckmin compareceu ao evento, prestigiou os formandos e falou sobre a importância do aumento no efetivo da Polícia Militar para a segurança dos cidadãos. “Estamos todos unidos, São Paulo está contra o crime 24 horas. Dedicação e muito trabalho para garantir a segurança da nossa população”, disse.

Os policiais que ingressaram em 12 de dezembro de 2011 na Escola Superior de Soldados da PM estão aptos ao policiamento ostensivo e preventivo das ruas. O secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, aconselhou os formandos sobre esta nova missão. “A missão de vocês será a de transmitir o que chamamos de sensação de segurança, a forma mais eficaz de mostrar a qualidade do trabalho que esta sendo oferecido pela polícia”.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Benedito Roberto Meira, informou que os novos soldados de 2ª classe trabalharão inicialmente na Operação Verão, no litoral, onde provavelmente permanecerão até o Carnaval para depois serem distribuídos para as diversas unidades da PM.

Assim como o secretário, o comandante deixou o seu recado aos formandos. “A partir do momento que vestirem a farda, que a considerem como uma tatuagem, como se ela nunca mais saísse de seu corpo”, falou.

2.215 horas de estudo

O curso de formação foi dividido em dois grandes módulos: o básico, composto por 47 matérias e unidades didáticas, e o especializado, com 16 matérias.

Durante 2.215 horas de aulas, os policiais aprenderam 63 disciplinas, como Direitos Humanos, Direito Penal e Militar, Psicologia, Tiro Defensivo na Preservação da Vida “Método Giraldi”, Ações de Polícia Ostensiva, entre outras.

Fernando Grella destacou a importância das disciplinas para o trabalho nas ruas. “A Polícia, sempre que possível, deve se antecipar e evitar o crime, está aí a importância de cada um colocar em prática o que aprendeu”, lembrou. 

Os novos soldados também participaram de atividades extracurriculares, como palestras e treinamentos, além de avaliações. Todos receberam complementação do ensino teórico durante o estágio, com duração de 60 horas, sob supervisão de professores do curso.

A soldado Eliane Ribeiro da Rocha, segunda colocada no curso, contou sobre a emoção de se tornar policial depois das 2.215 horas de estudos. “Fico orgulhosa e muito contente em poder representar a polícia feminina, o trabalho foi grande”, ressaltou a formanda que estava acompanhada dos orgulhosos pai, mãe e irmão.

Concorrência

O concurso da Polícia Militar foi aberto em 2009. Após passarem por todas as etapas do concurso, que consistem em provas escritas, exames físicos e psicológicos e processo de investigação social, os classificados tornaram-se aptos a participar do curso na Escola Superior de Soldados, no bairro de Pirituba, na zona oeste da Capital.

“Para os formandos é uma conquista enorme, foram 89 mil inscritos, se estão aqui é por que fizeram por merecer, são competentes e capazes”, completou o comandante Meira.

De acordo com o Decreto nº 54.911, de 14 de outubro de 2009, de reconhecimento da Lei Complementar Estadual 1.036/2008, todos os cursos da Polícia Militar do Estado de São Paulo são de nível superior. A lei é específica para a PM, dadas as peculiaridades da profissão, de acordo com a Lei de Diretrizes de Base da Educação Nacional (LDB).

Com o reconhecimento, o Centro de Formação de Soldados "Cel PM Eduardo Assumpção" passou a se chamar Escola Superior de Soldados "Cel PM Eduardo Assumpção", e o Curso de Formação de Soldados PM teve a denominação alterada para Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública.

Salário

Os novos policiais iniciam a carreira como soldado de 2ª classe, recebendo R$ 2.040,31 de salário inicial nas cidades com mais de 500 mil habitantes e R$ 1.855,31 nas cidades com menos de 500 mil habitantes.

Além da remuneração acima descrita, os policiais receberão R$ 497,60 a título de Adicional de Insalubridade, previsto na Lei Complementar Nº 432, de 18/12/1985 e no artigo 2º da Lei Complementar Nº 776, de 23/12/1994.

O Governo do Estado anunciou um aumento de 27,7% no salário base de policiais civis, militares e científicos. O acréscimo proporcionado aos policiais foi incorporado em duas etapas, 15% em julho de 2011 e 12,7% em agosto deste ano.

Distribuição

A distribuição do novo contingente é feita pela Diretoria de Pessoal da PM, de acordo com análise das necessidades apresentadas pelas unidades policiais em cada região do Estado.

Kauê Pallone, com colaboração de Beatrice Caparbo

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO