sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Juiz de Goiânia manda prender novamente Carlinhos Cachoeira





Bicheiro foi levado para Superintendência da Polícia Federal em Goiânia

Autorização. Cachoeira foi liberado pela Justiça a visitar túmulo da mãe
WILDES BARBOSA/O POPULAR/FOLHAPRESS

BRASÍLIA - O bicheiro Carlinhos Cachoeira voltou a ser preso na tarde desta sexta-feira. A decisão foi do juiz Alderico Rocha Santos, da 11ª Vara Federal em Goiânia. Segundo informações da 11ª Vara, o contraventor foi levado para a Superintendência da Polícia Federal (PF) em Goiânia.

O pedido de prisão feito por Alderico foi incluído na sentença de quase 500 páginas referente ao processo principal da Monte Carlo, que também saiu nesta sexta-feira. Ainda não há informações sobre a condenação referente ao bicheiro e aos outros integrantes da organização criminosa.

O processo em curso na 11ª Vara Federal é o principal dentre as acusações contra o bicheiro. Trata de formação de quadrilha armada, corrupção ativa e passiva, peculato e violação de sigilo, crimes apontados pela PF e pelo Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Operação Monte Carlo. A expectativa do MPF é de que o juiz tenha condenado o bicheiro a uma pena alta.

O teor da sentença será divulgado ainda nesta sexta-feira. Na mesma vara, o bicheiro responde a outro processo por contrabando e descaminho de peças para máquinas caça-níquel. Na ação, o MPF voltou a pedir a prisão do bicheiro, o que foi decidido por Alderico nos autos principais referentes à Monte Carlo.

Após nove meses preso, Cachoeira havia sido solto dia 21 de novembro em razão de uma decisão da 5º Vara Criminal em Brasília . A juíza Ana Claudia Costa Barreto condenou o bicheiro a cinco anos de prisão em regime semiaberto. Em função disso, na mesma sentença, a juíza havia expedido um alvará de soltura para o bicheiro, que estava preso preventivamente.

Por VINICIUS SASSINE

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO