domingo, 23 de dezembro de 2012

Luz amarela na segurança do Rio




Autoridades ligadas à área de segurança do Rio de Janeiro começam a se preocupar com o número de sequestros registrados até outubro deste ano no estado.

Depois da grande crise, ainda no governo Marcello Alencar (1995-1999), quando houve momentos em que mais de cem vítimas estavam simultaneamente em cativeiros, houve uma forte queda neste tipo de crime, principalmente após o então delegado Hélio Luz anunciar que na Delegacia Anti Sequestro (DAS) não se sequestrava mais.

Nos últimos anos, o caso de sequestros típicos – aquele em que a vítima é levada a um cativeiro e permanece escondida enquanto há uma negociação em curso – não passavam de meia dúzia.

Em 2012, levando em conta apenas os números do Instituto de Segurança Pública (ISP) entre janeiro e outubro, eles totalizaram 13 casos. Sem falar nos 102 casos de sequestros relâmpagos.

É claro que ainda estamos distante de uma crise. Mas a luz amarela foi acesa.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO