quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

PM é excluído da corporação em MT após condenação por roubar mercado




Um policial militar foi excluído da corporação após ser condenado pelo roubo de R$ 31 mil em um mercado no bairro Jardim Glória I, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Na decisão, publicada no Diário Oficial, a Corregedoria Geral da Polícia Militar entendeu que o ex-militar fugiu das obrigações dele, além de se associar à prática de crimes. O suspeito trabalhava há 14 anos na corporação.

Conforme o processo administrativo que investigou a conduta do PM, o policial trabalhava como segurança do mercado e conhecia a rotina de transporte de dinheiro do local. Em fevereiro de 2011, após dois meses de serviço, o policial saiu na companhia do dono do estabelecimento até um banco para depositar a renda do dia.

Naquele momento, outro suspeito armado chegou ao estacionamento em um carro de passeio, abordou a dupla e exigiu o malote de dinheiro que eles carregavam. O PM não reagiu e posteriormente alegou que não estava armado, e o assaltante fugiu do local.

O proprietário do mercado conseguiu identificar a placa do veículo. Logo em seguida o assaltante foi detido em um posto de combustível. O empresário também classificou a atitude do segurança como suspeita e passiva.

Após esse episódio, foi aberto um processo administrativo disciplinar para apurar a conduta do PM. Ele foi preso em flagrante e posteriormente condenado a seis anos de prisão pelo crime de roubo. O rapaz que fez o assalto também foi condenado a seis anos de prisão.

Na decisão, a Justiça considerou que o PM agiu com a intenção de ter lucro fácil e também teve a participação comprovada no crime. O outro assaltante confessou que recebeu a quantia de R$ 2,5 mil para ajudar o PM, além de afirmar que o roubo foi planejado pelo policial.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO