quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Polícia Civil de RO decide em reunião permanecer com atividades paradas




A Polícia Civil (PC) de Rondônia decidiu durante reunião de conciliação entre representantes do governo e da categoria, nesta quarta-feira (5), em Porto Velho, permanecer em greve. As atividades estão paradas há 16 dias. A reunião ocorreu na sede do Tribunal de Justiça (TJ) de Rondônia.

Durante audiência de conciliação no TJ nesta quarta, não houve acordo entre governo e a categoria. "Não podemos fazer compromisso quando não podemos cumprir e isso é responsabilidade nossa perante a Casa Civil. Marco Antônio Faria - sec. chefe da Casa Civil/RO.

Os policiais civis reivindicam plano de carreira e promoções além de mudança na lei para o recebimento de precatórios. Após 2h de reunião, foi decidida a formação de um grupo com representantes do governo e da PC para avaliar os impactos das reivindicações ao estado. Os resultados da avaliação deverão ser apresentados no prazo máximo de 10 dias.

"A gente fica até triste com a situação porque o governo do estado não chega com propostas. Vamos comunicar a categoria para saber quais os rumos do movimento", diz Jales Moreira, presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil (Sinsepol) de Rondônia.

As delegacias registram apenas flagrantes. Mais de quatro mil carteiras de identidade deixaram de ser emitidas nesse período de paralisação.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO