sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Polícia mata homem que participou do assalto de R$ 164,7 milhões do BC




Ricardo Laurindo foi morto em troca de tiros com a polícia depois de assalto no CE

FORTALEZA - A Polícia cearense informou nesta sexta-feira, 7, que um dos assaltantes dos R$ 164,7 milhões da agência do Banco Central, em Fortaleza, em 2005, foi morto por policiais numa ação esta semana em Palhano, no Interior do Ceará. Ricardo Laurindo da Costa foi morto em troca de tiros com a Polícia depois do assalto a uma agência do Banco do Brasil, em Palhano, na última segunda-feira, 3. Na fuga do assalto Laurindo mais três comparsas foram mortos pela PM. O grupo que assaltou o BB de Palhano era composto de 10 homens que explodiram dois caixas eletrônicos e levaram uma quantia ainda não revelada pela Polícia.

Laurindo estava foragido desde o assalto ao BC. Ele respondia também por assalto a agências bancárias em Porto Alegre (RS) e Teresina (PI). Natural de Boia Viagem, no Ceará, Ricardo Laurindo teve participação ativa no assalto ao Banco Central juntamente com os irmãos Raimundo Laurindo Barbosa Neto e Jeovan Laurindo da Costa, que comandaram a escavação do túnel de 78 metros, por onde saiu o dinheiro do caixa forte do Banco Central. Os três são primos de Antônio Jussivan Alves dos Santos (Alemão) considerado um dos líderes da quadrilha que levou o dinheiro do Banco Central. Alemão e os irmãos Raimundo e Jeovan Laurindo foram condenados a mais de 50 anos de prisão cada um e cumprem penas em presídios federais. 

Por Lauriberto Braga, Especial para o Estado

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO