segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Primeira general diz que é preciso cautela com mulher militar




A mulher que há poucos dias se tornou a primeira oficial general das Forças Armadas brasileiras pede cautela no avanço feminino na carreira militar. 

A contra-almirante médica Dalva Maria Carvalho Mendes, carioca de 56 anos, na Marinha desde 1981, defende "um estudo muito aprofundado" antes de inserir mulheres na linha bélica.

Atualmente elas ocupam funções nas áreas administrativas, de saúde e no magistrado. Só a Aeronáutica tem pilotos do sexo feminino. O Exército tem prazo de cinco anos para inserir mulheres na frente de combate. A Marinha ainda não tem norma.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO