sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Carros apreendidos continuam se acumulando em frente a delegacias





Situação acontece em Mogi das Cruzes em razão de patio superlotado.
Novos leilões devem desafogar pátio do distrito de César de Souza.

Carros se acumulam em frente ao 2º Distrito Policial em Mogi 
(Foto: Pedro Carlos Leite/G1)

Pouca coisa mudou na situação dos carros apreendidos pela polícia ou envolvidos em acidentes em Mogi das Cruzes, região metropolitana de São Paulo. O local para onde eles deveriam ser encaminhados, o pátio do distrito de César de Sousa, está superlotado e não recebe veículos desde agosto de 2012. A solução provisória é estacionar os carros em frente às delegacias da cidade, mas eles acabam se acumulando e atrapalhando o trânsito local.

O montador Silvio Luis Castro é dono de um Gol ano 1996 que estava desde o dia cinco de janeiro estacionado embaixo do viaduto Argeu Batalha, em frente ao 2º DP, no distrito de Brás Cubas. O veículo havia ficou lá após sofrer uma batida no distrito de Jundiapeba e o proprietário fazia a remoção do carro na tarde de quinta-feira (17). “Eu tirei os pertences de dentro do automóvel, mas fiquei preocupado porque ele ficou no tempo e tomando chuva. A janela quebrou com a batida, mas pelo o que eu vi, o estofamento não estragou com as chuvas”, conta o dono. Ele levou o veículo para uma oficina coberta e vai acionar o seguro.
Carro que estava debaixo do viaduto desde cinco de janeiro é retirado 
(Foto: Pedro Carlos Leite/G1)

O 2º Distrito Policial é o que mais sofre com o acúmulo de veículos apreendidos. Atualmente são 22 carros e oito motos esperando para serem retirados pelos donos ou transferidos para o pátio municipal. “A maior parte dos veículos apreendidos estão sem licenciamento e com muitos débitos” explica o delegado titular do 2º DP, Edson Gianuzzi.

Os carros se acumulam embaixo do viaduto e nas vagas de estacionamento em frente à delegacia, atrapalhando a chegada de quem precisa registrar um boletim de ocorrência.

Novo leilão
O pátio de César de Sousa enfrenta problemas de superlotação desde 2010. Administrado pela Prefeitura, o espaço, localizado na Rua Adolfo Lutz, 590, tem capacidade para receber 1.500 veículos, mas atualmente abriga 3.438.
Até carcaças de carros incendiados estão em frente ao 2º DP 
(Foto: Pedro Carlos Leite/G1)

Questionada sobre uma estimativa de quando o pátio voltará a receber veículos normalmente, a prefeitura respondeu por meio de nota que “como o pátio está trabalhando acima de sua capacidade, a administração municipal aguarda a realização de novo leilão, para que veículos possam ser retirados do local, abrindo espaço para que outros sejam recebidos“.

A responsabilidade de realizar os leilões cabe à Delegacia Seccional, a qual informou que “cerca de 400 carros já foram leiloados e a previsão é que um novo leilão seja providenciado em três meses“.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO