sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Diretor da Polícial Civil é investigado por uso irrelugar de viatura em SC




Por determinação do delegado-geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D'Avila, uma investigação foi aberta para averiguar denúncias contra o delegado José Rogério de Castro Filho, diretor da Polícia Civil do Interior. Em publicação no Diário Oficial de terça-feira (15), é esclarecido os motivos que levaram José Rogério ser investigado.

Segundo o documento, o delegado é investigado pelo deslocamento da residência em Lages até o trabalho, em Curitibanos, percorrendo a distância de 173,8 km todos os dias com veículo particular da Polícia Civil. Ele também utilizaria combustível de forma irregular; pela autorização dada para que funcionários da delegacia recebessem diárias para trabalhar na Festa do Pinhão, mesmo eles morando na cidade.

O gasto de combustível da viatura ao dia seria de 17,3 litros de gasolina. Segundo o documento, o diretor também levava sua esposa na viatura, apesar de pertencer ao quadro da Polícia Civil. Ele também autorizava agentes da delegacia a utilizar uma viatura policial para ir e voltar do trabalho, no mesmo trajeto Lages - Curitibanos.

Ainda segundo a publicação, os delegados Artur Nitz, Anto^nio Alexandre Kale e Ana Paula de Macedo Mota foram designados para compor a Comissão de Processo Disciplinar, responsável por averiguar a veracidade das denúncias.

A assessoria da Polícia Civil confirma a investigação e reafirma que ela irá prosseguir a fim de averiguar as denúncias. José Rogério de Castro Filho não foi encontrado pelo G1 até as 11h30 desta sexta-feira (18).

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO