domingo, 13 de janeiro de 2013

Flagrante de desrespeito aos direitos humanos em delegacia do interior





Presos estão sendo algemados em grades e em motocicletas, diz Sindpol.
Delegacia Regional de Palmeira dos Índios funciona de forma precária.

Presos estão sendo algemados em grades devido a falta de espaço. (Foto: Divulgação/Sindpol)

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) flagrou um ato de desrespeito aos direitos humanos durante visita à Delegacia Regional de Palmeira dos Índios, em Alagoas.

Segundo o Sindpol, a 5ª Delegacia Regional de Polícia não apresenta nenhuma condição logística e física para manter os presos, que também chegam diariamente de outras cidades alagoanas, como Quebrangulo, Tanque D'arca e Coité do Nóia.

Os diretores do sindicato encontraram policiais civis constrangidos e desmotivados com as précarias condições de trabalho. Os presos estão sendo algemados em grades e em motocicletas na delegacia que deveria funcionar atendendo a população e promovendo investigações criminais. O espaço é dividido entre homens e mulheres.

Abastecimento de água fica em meio ao material
recolhido. (Foto: Divulgação/Sindpol)

A fiação elétrica está exposta e há risco de incêndio. O lixo está sendo amontoado nos recintos da delegacia e o armazenamento de água é feito de mandeira imprópria, ao lado dos materiais apreendidos pela polícia.

O Sindpol denunciou o flagrante ao juiz da cidade, Ferdinand Scremin Neto, e ao promotor de Justiça Marcos Aurélio Gomes Mousinho. O sindicato solicita que a Justiça e o Ministério Público promovam ações que resultem na retirada dos presos da delegacia e que definam um lugar para que eles sejam acolhidos.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO