domingo, 20 de janeiro de 2013

Grupo de elite vai duplicar o efetivo





Uma das metas da Segurança Pública para este ano é redobrar as operações do Cotar em várias regiões do Ceará

O Comando Tático Rural (Cotar), a mais nova unidade de elite da Polícia Militar do Ceará, deve dobrar seu efetivo. Hoje, são 48 integrantes, mas esse número pode chegar a uma centena nos próximos meses.


Divididos em várias patrulhas, os policiais do Comando Tático Rural (Cotar) são distribuídos no Interior para dar combate aos grupos criminosos FOTO: JOSÉ LEOMAR
Esta é uma das metas traçadas pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Francisco José Bezerra, para dar maior eficácia ao combate ao crime no Interior cearense, em especial, os ataques contra bancos e explosão de caixas eletrônicos.

Elite

Lançado no mês de julho de 2011, o grupo passou por um intenso treinamento que possibilitou o adestramento da tropa para enfrentar situações inóspitas no Interior do Estado, especialmente na perseguição a criminosos em áreas de mata e estradas de terra, elevações e outros terrenos de difícil acesso e onde as tropas regulares da PM enfrentam dificuldades na hora do cerco aos bandidos.

Com pouco mais de um ano e seis meses de atuação, o Cotar, segundo o comandante da PM, coronel Werisleik Ponte Matias, já mostrou resultados positivos no combate ao crime no Interior, e, em especial no apoio aos batalhões, companhias e destacamentos da Corporação em diversas regiões do Estado, como no Vale do Jaguaribe, Cariri, Sertão Central, Inhamuns, Centro-Sul e Zona Norte.

Um dos primeiros ´testes´ do Cotar aconteceu em fevereiro do ano passado, quando os policiais do grupo de elite foram mobilizados para a operação de cerco a uma quadrilha de assaltantes que havia sitiado a cidade de Catarina, na Região dos Inhamuns (398Km de Fortaleza) e atacado o banco, além de trocar tiros com o Destacamento local, matando um de seus componentes, o soldado PM Antônio Alves Neto, 35.

Nas diligências, a equipe do Cotar acabou entrando em confronto com a quadrilha. Eram dez homens fortemente armados. Quatro deles tombaram no tiroteio com a tropa de elite. Outros seis foram capturados na operação que teve o apoio do Comando do Policiamento do Interior (CPI) e de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

Zona Norte

Há uma semana, em outra operação realizada em conjunto com os efetivos do 3º BPM (Sobral), policiais do Cotar capturaram quatro integrantes de uma quadrilha que, horas antes, havia sitiado a pequena cidade de Senador Sá (297Km de Fortaleza).

O bando agiu com extrema violência, apesar de ter invadido a cidade na madrugada. Pelo menos, oito pessoas foram tomadas como reféns enquanto a quadrilha invadia a agência do Banco do Brasil e explodia um dos caixas com dinamite. Na fuga, os reféns foram usados como ´escudo humano´ pelos ladrões.

Depois uma intensa busca pela região, os homens do Cotar e as patrulhas do 3º BPM, sob o comando do tenente-coronel Gilvandro Oliveira, interceptaram um carro suspeito na estrada que liga os Municípios de Morrinhos e Santana do Acaraú.

No veículo estavam três homens e uma mulher. Com o grupo, a Polícia apreendeu cerca de R$ 55 mil, parte do dinheiro que foi roubado em Senador Sá.

Números

48 policiais militares formam, hoje, o efetivo do Comando Tático Rural, mas este número deverá dobrar até o fim deste semestre

119 pessoas foram presas, no ano passado, por envolvimento em ataques a bancos no Ceará, a maioria em cidades do Interior

FERNANDO RIBEIRO
EDITOR DE POLÍCIA 

Fonte: http://diariodonordeste.globo.com

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante!

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO